Home / Noticias / Consórcio Fiat: Saiba como funciona!

Consórcio Fiat: Saiba como funciona!

A administradora Fiat Consórcios existe desde 1977, mas foi comprada pelo Itaú em 2003; uma parceria que fortalece por causa da grande credibilidade das duas empresas.

Hoje conhecida  por ser destacar dos bancos de montadoras, estando na liderança do mercado brasileiro.

Como funciona?

Para participar não é preciso se preocupar com uma entrada, pois não é exigido entrada e não é cobrado nenhuma taxa de adesão o primeiro pagamento será referente a primeira parcela. O valor do veículo é definido por a tabela de preços da Fiat.

Você pode entrar em um grupo formado pelo Itaú, de pessoas que também querem adquirir um carro (novo ou usado) você tem a opção de escolher um grupo já formado com parcelas mais altas ou entrar em um grupo ainda em formação com parcelas menores.

Depois do grupo formado você começa a participar da  assembleia de contemplação mensal; onde são sorteadas as cartas de créditos para a compra do seu carro.

Se quiser ter mais chances de ser contemplado, tem a opção de dar um  lance que pode ser feito até um dia antes da assembleia (evento organizado pela administradora).

Cada consorciado (pessoa física e/ou jurídica) pode adquirir no máximo oito cotas (cota número de identificação no grupo).

Para fazer seu consórcio Fiat será necessário comparecer a uma das Concessionárias da Rede Fiat.

Tarifas cobradas nas parcelas:

  • Taxa de administração – Remunera a administradora por seus serviços de gerenciamento.
  • Taxa de Fundo Reserva – Cobre o fundo em caso de inadimplência de algum participante, despesas de devolução (quando há algum desistente e/ou excluído) e taxas de cobranças dos serviços bancários.
  • Taxa de seguro- Garantia de pagamento do débito em qualquer situação.

Em casos de morte ou invalidez permanente por acidente do titular da Cota, a Seguradora cobrirá o saldo devedor a vencer da cota, e em caso de desemprego serão cobertos pela Seguradora até o valor de 06 prestações, de acordo com os requisitos da apólice.

  • Fundo Comum (FC) – valor pago pelo consorciado e que forma a poupança destinada à compra do bem pelos contemplados; utilizado para distribuição de créditos de contemplação aos integrantes do grupo. 

Fique atento!

  • Caso você queira desistir do consórcio antes de ser contemplado, você receberá apenas parte do valor pago pois, serão descontadas as obrigações contratuais.
  • Ao ser contemplado você passará por uma análise de crédito com o intuito de manter o equilíbrio financeiro do grupo, ou seja vai ser preciso provar que realmente consegue manter os pagamentos em dia para que possa utilizar o crédito concedido.
  • As parcelas não são fixas, podem variar para menos ou mais isso vai depender caso o veículo escolhido sofra alterações no valor durante o prazo de pagamento das parcelas.
  • Caso não tenha pago três parcelas mensais (consecutivas ou não) e/ou descumprir qualquer obrigação contratual, você poderá ser excluído do grupo mesmo antes de ser contemplado.
  • Parcelas pagas após a data de vencimento terá acréscimos de multas e juros.
  • A data de vencimento não poderá ser alterada ( a não ser que todos os participantes do grupo estejam de acordo pois, a data de vencimento muda para todos), então pense bem na melhor data antes de fechar negócio para não apertar no seu orçamento.
  • Caso queira trocar de veículo durante o pagamento das parcelas só será permitido uma única vez , desde que seja com um menor valor.

Antecipação das parcelas

Podem ser feitas das seguintes maneiras:

  • Em ordem crescente (quitando a próxima parcela);
  • Em ordem decrescente paga a última parcela do contrato (diminuindo o prazo de pagamento);
  • Ou diluir nas parcelas a vencer (as parcelas restantes terão o desconto referente ao valor antecipado) .
  • Você pode quitar todas as parcelas a qualquer momento, mas caso o valor do veículo sofra alterações terá que arcar com as despesas e após a quitação das parcelas não poderá ofertar nenhum lance, terá que aguardar o sorteio para ser contemplado.

Documentos exigidos após a contemplação

Pessoa Física  – CPF, RG e comprovante de residência;

Pessoa Jurídica  – CPF, RG, comprovante de residência de cada um dos sócios; Cópia do contrato social ou última alteração contratual.

O importante ao escolher o seu consórcio ou ainda optar por um financiamento é ficar atento atento a todas as tarifas cobradas; por isso pesquise e compare analisando todos os prós e contras das opções oferecidas. Faça cálculos não deixando de comparar o CET (Custo Efetivo Total) do seu veículo.

Para mais informações procure  uma Concessionárias da Rede Fiat.

Além disso, Veja também

financiar veiculo de leilão

Como financiar veículo de leilão? Aprenda esse método fácil

Financiar veículo de leilão – Quando se fala em veículos de leilão, um dos motivos …

Deixe uma resposta